Representatividade das Mulheres na Hierarquia de Empresas: Estudo de caso com base no Women’s Empowerment Principles
Nesse artigo o pesquisador José Henrique de Faria e colaboradora analisam a convivência entre as práticas capitalistas, que aprofundam a divisão sexual do trabalho, e as praticas que pretendem promover a igualdade de gênero no trabalho

Apesar de existirem iniciativas que visam promover a representatividade das mulheres no mundo corporativo, como as práticas preconizadas pelos Women’s Empowerment Principles (WEPs), quando o foco é o eixo econômico do desenvolvimento sustentável a consequência pode ser a perpetuação da desigualdade nas relações de gênero, como mostra o caso de uma empresa do setor metalúrgico. 

É o que aponta o artigo “Representatividade das Mulheres na Hierarquia de Empresas: Estudo de caso com base no Women's Empowerment Principles”, publicado pelo Prof. Dr. José Henrique de Faria, pesquisador do EPPEO, em parceria com a pesquisadora Vera Regina Meinhard, em 2020 no periódico “Revista Eletrônica de Ciência Administrativa”. No qual se buscou analisar como uma empresa no setor metalúrgico faz conviver as práticas capitalistas que contribuíram para aprofundar a divisão sexual do trabalho e as práticas com o objetivo de promover a igualdade de gênero no trabalho. 

Se interessou pela discussão abordada no artigo? Para acessá-lo na íntegra clique no > LINK< , boa leitura!