Psicologia e processos de gestão: saúde mental no trabalho da população LGBTI+
Nesse artigo a pesquisadora Carolina Walger, e colaboradores, relatam a experiência de intervenção realizada em instituição de ensino privada em Curitiba.

A Intervenção na perspectiva da psicoeducação se mostrou uma estratégia adequada para lidar com a escassez de informações no contexto de formação de estudantes de psicologia em uma instituição de ensino privada em Curitiba, sobre a condição da população LGBTI+ no mercado de trabalho. Com destaque para a inserção da população LGBTI+ no mercado de trabalho, assim como, estratégias de enfrentamento contra episódios de violência e assédio moral no trabalho relacionados a LGBTfobia.

É o que aponta o artigo “Psicologia e processos de gestão: saúde mental no trabalho da população LGBTI+", publicado pela Profa. Dra. Carolina de Souza Walger, pesquisadora do EPPEO, e colaboradores, no periódico “Sexualidade & Política: Revista Brasileira de Políticas Públicas LGBTI+”, em 2019. No qual se realizou o relato de experiência de intervenções realizadas em uma universidade privada de Curitiba. 

Se interessou pela discussão abordada no artigo? Para acessá-lo na íntegra clique no > LINK< , boa leitura!