Prazer, sofrimento e riscos de adoecimento na linha de produção: um estudo de caso em uma empresa do setor automotivo da Região Metropolitana de Curitiba
Neste artigo são analisadas as relações entre o contexto de trabalho na linha de produção de uma empresa do setor automotivo e as vivências de prazer e sofrimento, e os custos e danos físicos, psicológicos e sociais decorrentes do trabalho neste contexto relatados por seus trabalhadores. Fundamenta-se a análise em duas teorias: utiliza-se a Economia …

Neste artigo são analisadas as relações entre o contexto de trabalho na linha de produção de uma empresa do setor automotivo e as vivências de prazer e sofrimento, e os custos e danos físicos, psicológicos e sociais decorrentes do trabalho neste contexto relatados por seus trabalhadores. Fundamenta-se a análise em duas teorias: utiliza-se a Economia Política do Poder para analisar as tecnologias de gestão e controle que compõe o contexto de trabalho e a Psicodinâmica do Trabalho, para analisar a dinâmica do sofrimento, resistência, prazer e adoecimento dos trabalhadores inseridos neste contexto. A metodologia utilizada consiste em um estudo de caso descritivo, com coleta de dados qualitativa, observação e entrevistas, e quantitativa, por meio da aplicação do Inventário de Trabalho e Riscos de Adoecimento – ITRA. Os resultados e a análise apontam para diversas relações, inclusive causais, entre o contexto de trabalho e as vivencias de prazer e sofrimento, os custos e os danos resultantes do trabalho na linha de produção desta empresa.

[starbox id="jhfaria,camila"]