As condições de trabalho em questão: um estudo sobre a organização do trabalho em uma instituição pública federal
Nesse artigo a pesquisadora Elaine Ragnini e colaboradora realizam uma análise de como se organiza o trabalho em um serviço de uma instituição pública federal

As atividades repetitivas, as burocracias, os entraves políticos, administrativos e legais e a falta de qualificação repercutem diretamente na forma como o trabalho é percebido, sentido e reproduzido pelos servidores da instituição estudada. E uma vez que esta relação é dialética, a estrutura do trabalho não somente determina os servidores, mas estes também, tendo incorporado essa organização, reproduzem a lógica do capital e reforçam essa organização.

Essa é a tese desenvolvida no artigo “As condições de trabalho em questão: um estudo sobre a organização do trabalho em uma instituição pública federal”, publicado em 2018 no periódico Revista PsicoFAE - Pluralidades em Saúde Mental, em colaboração entre a Profa. Dra. Elaine Schmitt Ragnini, pesquisadora do EPPEO, e a pesquisadora Karina Loiacono. No qual se realizou uma análise crítica de como se organiza o trabalho em um serviço de saúde e segurança ocupacional dentro de uma instituição pública federal. 

Se interessou pela discussão abordada no artigo? Para acessá-lo na íntegra clique no > LINK< , boa leitura!