1.º lugar no Jabuti, livro com capítulo sobre Epistemologia escrito por José Henrique de Faria
Ganha em 1.º lugar no Prêmio Jabuti, na categoria de Educação e Pedagogia, a obra Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa, que foi organizada por Arlindo Phillippi Jr. e Valdir Fernandes e conta com um capítulo de autoria de José Henrique de Faria, “Epistemologia Crítica, Metodologia e Interdisciplinaridade”. http://premiojabuti.com.br/vencedores-2015/educacao-e-pedagogia-2/ De acordo com texto da editora, a… Continuar lendo 1.º lugar no Jabuti, livro com capítulo sobre Epistemologia escrito por José Henrique de Faria

Ganha em 1.º lugar no Prêmio Jabuti, na categoria de Educação e Pedagogia, a obra Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa, que foi organizada por Arlindo Phillippi Jr. e Valdir Fernandes e conta com um capítulo de autoria de José Henrique de Faria, “Epistemologia Crítica, Metodologia e Interdisciplinaridade”.

http://premiojabuti.com.br/vencedores-2015/educacao-e-pedagogia-2/

De acordo com texto da editora, a obra Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa apresenta e discute o trabalho de docentes e pesquisadores envolvidos com o ensino e pesquisa de pós-graduação multi e interdisciplinar. Nela fica evidenciada a importância de alicerces teórico-conceituais aplicados à prática da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa, revelando a construção de uma comunidade científica atenta à complexidade da vida e de suas exigências.
Dividido em três partes – “Fundamentos da prática interdisciplinar”, “Interdisciplinaridade em prática: dimensões metodológicas e operacionais” e “Prática interdisciplinar no ensino, pesquisa e extensão” –, demonstra o comprometimento da comunidade acadêmica com a busca de respostas para as demandas da sociedade, por meio dos conhecimentos necessários para o equacionamento e a solução de tais demandas.
Trata-se de um complemento do livro Interdisciplinaridade em ciência, tecnologia & inovação, editado por Arlindo Philippi Jr e Antônio José Silva Neto, que coloca à disposição da comunidade acadêmica resultados concretos de suas práticas e demonstra a consolidação de um ensino e pesquisa comprometidos com o avanço da qualidade da produção de ciência, tecnologia e inovação nas instituições de ensino superior do país.

Sobre os organizadores:
Arlindo Philippi Jr: engenheiro civil, sanitarista e de segurança do trabalho. Mestre em Saúde Pública (USP), doutor em Saúde Ambiental (USP), pós-doutor em Estudos Urbanos e Regionais (MIT) e livre-docente em Política e Gestão Ambiental pela USP. É professor titular, presidente da Comissão de Pós-Graduação da Faculdade de Saúde Pública e prefeito da Universidade de São Paulo Campus da Capital, tendo sido pró-reitor adjunto de pós-graduação da USP. Atuou como coordenador da Área Interdisciplinar e da Área de Ciências Ambientais, tendo sido membro titular do Conselho Técnico Científico de Ensino Superior da Capes. É ainda membro do Conselho Superior da Capes.
Valdir Fernandes: cientista social, mestre e doutor em Engenharia Ambiental (UFSC), pós-doutor em Saúde Ambiental (USP). Professor da Universidade Positivo e do Isae/FGV. Bolsista produtividade CNPq. É editor da Revista Brasileira de Ciências Ambientais e atual coordenador adjunto da Área de Ciências Ambientais da Capes, para mestrados profissionais.

Sumário resumido:
Parte 1: Fundamentos da prática interdisciplinar
Parte 2: Interdisciplinaridade em prática – dimensões metodológicas e operacionais
Parte 3: Prática interdisciplinar no ensino, pesquisa e extensão

http://www.manole.com.br/praticas-da-interdisciplinaridade-no-ensino-e-pesquisa-pr-6464-183996.htm